Paróquia de Esqueiros

Available actions

Reader available actions

 

Paróquia de Esqueiros

Description details

Record not reviewed.

Description level

Fonds   Fonds

Reference code

PT/UM-ADB/PRQ/PVVD15

Title type

Atribuído

Production dates

1560  to  1911 

Dimension and support

12 lv.; papel

Holding entity

Arquivo Distrital de Braga

Producer

Paróquia de Esqueiros

Biography or history

A paróquia de Esqueiros era, em 1758, abadia da apresentação da Mitra, integrava o concelho de Vila Chã e comarca de Braga. Em 24 de outubro de 1855, aquele concelho foi extinto e a paróquia passou para o concelho de Vila Verde. Ao tempo das "Memórias Paroquiais de 1758" existia na paróquia a Confraria da Senhora da Agonia. É composta pelos seguintes lugares: Broca, Igreja, Fonte Arcada, Mondim, Paredes, Pena, Pinheiro, Quinta Nova, Residencia e Revenda. É paróquia da diocese de Braga.

Geographic name

Esqueiros, concelho de Vila Verde

Custodial history

A partir de 1 de Abril de 1911, os livros paroquiais foram entregues, por determinação legal, às repartições do Registo Civil, criado em 18 de Fevereiro do mesmo ano, onde permaneceram até à sua incorporação nos Arquivos Distritais, após decorrerem 100 anos sobre a data de elaboração do último registo. Em 1994 foi publicado o Inventário Colectivo dos Registos Paroquiais, no âmbito do Inventário do Património Cultural Móvel.

Acquisition information

Incorporações provenientes da Conservatória do Registo Civil de Vila Verde entre 1918 e 1922 (não foi possível precisar a data) e em 21 de janeiro de 1953, 8 de fevereiro de 1984, 16 de abril de 2008 e 30 de março de 2011.

Scope and content

Documentação formada por livros agrupados nas seguintes séries: batismos, casamentos e óbitos.

Arrangement

Documentos agrupados pela série documental respetiva (batismos, casamentos, etc.) e ordenados cronologicamente.

Access restrictions

Acessível, exceto unidades em mau estado de conservação.

Language of the material

POR (Português)

Other finding aid

Base de dados de descrição arquivística